3 de out de 2016

Filme A culpa é das estrelas

Olá Realezas,

Neste fim de semana descobri que irá passar na Globo o filme mais lindo desse mundo, se você é do tipo que chora mesmo sabendo o final do filme, vem comigo e vamos debulhar lágrimas e lágrimas de emoção.



O resumo do filme se baseia na historia de Hazel Grace uma jovem prestes a completar dezessete anos de idade e desde os treze anos sofre com um cancro na tiroide, que evoluiu para uma metástase no pulmão e faz com que ela tenha que andar com um cilindro de oxigênio e uma cânula no nariz para conseguir respirar. A mãe conclui que ela estava deprimida já que passava muito tempo pensando na morte, sendo assim instruída a frequentar um Grupo de Apoio liderado por Patrick (que sofreu cancro nos testículos), o único membro adulto. 

Segundo Hazel, a única coisa que salvava o grupo era um rapaz chamado Isaac, com quem ela nunca conversava verbalmente, mas que se expressavam por meio de suspiros. O câncer nos olhos de Isaac o levou a perca de um e agora está prestes a perder o outro. Em uma quarta-feira, Hazel está determinada a ficar em casa e assistir America's Next Top Model (ANTM), porém, depois da insistência da sua mãe, acaba por ir mesmo assim. É nesse dia que ocorre a reviravolta da sua história, um jovem com osteossarcoma em remissão e melhor amigo de Isaac, Augustus Waters, fita os olhos nela. A princípio ela resiste, mas acaba cedendo aos encantos do garoto. 


Em um aspecto os dois são muito diferentes: Augustus teme o esquecimento e está desesperado por deixar uma marca no mundo. Hazel, por outro lado, não se importa com isso, ela acha que é uma granada e que quanto menos pessoas ela machucar quando explodir, melhor. Além disso, ela vê o esquecimento como inevitável para todos. Hazel aprendeu isso com Peter Van Houten, autor do seu livro preferido “Uma Aflição Imperial” (UAI) o qual discorre sobre uma menina chamada Anna detentora de um tipo raro de leucemia. O grande problema do livro é o seu término: simplesmente acaba no meio de uma frase, como se Anna tivesse ficado doente demais para escrever o resto ou tivesse morrido. Só que isso deixa Hazel angustiada sem saber o que aconteceu com os outros personagens da trama, fazendo com que ela escreve diversas cartas para Van Houten, mas ele nunca as retorna.


O escritor se mudou dos Estados Unidos para a Amsterdã (Holanda) e nunca mais se teve notícias dele, de qualquer livro que tenha publicado ou de qualquer entrevista que tenha dado. Ninguém tem informações sobre o autor recluso. Depois de mostrar o livro ao Gus, ele arranja um jeito de entrar em contato com a assistente de Van Houten e consegue um endereço de e-mail pelo qual Hazel pode se comunicar com o autor. Van Houten deixa claro que o único modo de contar o que sucede a narrativa é se eles se encontrarem pessoalmente. Depois de algumas complicações, isso acontece. Ela, o Gus e a mãe dela acabam viajando para Amsterdã e juntos eles vão se apaixonando e aproveitando o pequeno infinito que a vida lhes reserva.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário com dicas e sugestões, não esqueça de seguir
Venha fazer parte deste #TimedeRealezas que só cresce.

© Olá Realezas - 2017 | Todos os direitos reservados.
Olá Realezas: www.facebook.com/olarealezas.
Tecnologia do Blogger.