17 de out de 2016

Filmes 05 livros que viraram filmes ep. 02

Olá Realezas,

Vamos a parte 02 do post Livros que viraram filmes em ritmo de Dia da Crianças, bora para os próximos 05 livros que viraram filmes.




Jumanji Apesar de ter dado origem a um longa muito marcante da infância, a versão impressa de Jumanji é praticamente um conto, cheio de ilustrações. No original, publicado em 1981, os adultos não tem vez — a história toda é contada e vivida pelas crianças, que descobrem um tabuleiro de jogos mágico.






Alice no País das Maravilhas O original de Lewis Carroll é talvez ainda mais conhecido que suas versões cinematográficas. Publicado em 1865, é o livro mais antigo da nossa lista e, talvez, tenha dado origem a todos eles: com seu estilo corajoso, desbocado e divertido, Alice não se tornou apenas uma das heroínas mais famosas da literatura, mas abriu alas para um novo tipo de literatura infanto-juvenil.



Como Treinar seu Dragão O filme de 2010 é a adaptação apenas do primeiro volume da série de Cressida Cowell, que conta com 12 livros, e é bem diferente do original. Na versão escrita pela autora, publicada em 2000, os Vikings já costumavam caçar dragões antes mesmo da história começar, enquanto no longa, uma grande guerra acontece por conta dos dragões. A autora não se incomodou com as mudanças: disse que o espírito do livro permaneceu fiel na adaptação. 




A História Sem Fim Um dos maiores clássicos de fantasia e do cinema infanto-juvenil, a obra de Michael Ende foi publicada primeiro em alemão, em 1979, e traduzida para o inglês somente em 1983. O longa muda alguns detalhes na narrativa, que pode render novos filmes. Mais um motivo para relembrar a infância, ver os filmes e ler os livros para uma criança.



A Fantástica Fábrica de Chocolates O livro, de 1964, foi inspirado em uma competição real entre indústrias de chocolate! Quando Roald Dahl era pequeno, nos anos 20, as duas maiores fábricas da Inglaterra viviam criando maneiras mirabolantes de esconder segredos industriais uma das outra. Além disso, uma das marcas, a Cadbury, costumava enviar pacotes de chocolate para a casa de crianças, para que experimentassem e avaliassem antes do produto sair no mercado, e cada barra era um tesouro para as crianças da época. Deu no que deu: o livro fez o maior sucesso e já foi adaptado duas vezes para a telona.



Espero que tenham gostado fiquem com Deus e até o próximo post.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário com dicas e sugestões, não esqueça de seguir
Venha fazer parte deste #TimedeRealezas que só cresce.

© Olá Realezas - 2017 | Todos os direitos reservados.
Olá Realezas: www.facebook.com/olarealezas.
Tecnologia do Blogger.