Projeto 5on5 #2 Mulheres no Poder

By Olá Realezas by Karina Autieri - agosto 08, 2018


Olá Realezas,

Hoje dia 05 e temos o quê? #Projeto5ON5, onde eu e mais 4 blogueiras nos unimos para trazer temas diferentes e como esse não seria diferente o TEMA do mês de Agosto é MULHERES NO PODER, quando li este tema, logo pensei: CARACA é o NICHO do meu BLOG então vamos lá que hoje trouxe 5 MULHERES NEGRAS QUE OS LIVROS DE HISTORIA NUNCA CITAM


Bora lá!!

1.       Dandara Zumbi


Dandara foi uma considerada uma guerreira negra do período colonial do Brasil, esposa de Zumbi dos Palmares e mãe de seus três filhos, ela dominava técnicas da capoeira e teria lutado ao lado de homens e mulheres em muitas batalhas a ataques a Palmares. Não temos registro se ela nasceu no Brasil ou no continente africano, porém ela se juntou ainda menina a um grupo de negros rebeldes que desafiaram o sistema colonial por quase um século, participava ativamente elaborando estratégias para resistência do quilombo. Ela recusou a proposta da Coroa Portuguesa em conceder uma liberdade controlada para os negros que estavam na luta contra a escravidão durante o período Colonial, no século XVII, conquistou um espaço de liderança e se tornou em um símbolo de luta pela liberdade do povo negro. No dia 06 de Fevereiro de 1694 se suicidou jogando-se de uma pedreira a um abismo para não retornar à condição de escrava.

2.       Luiza Mahin

Negra africana da nação nagô, Luiza Mahin era revolucionária esteve envolvida na articulação de todas as revoltas foi uma ex- escrava, radicada no Brasil, e levantes de escravos que aconteceram nas primeiras décadas do século XIX na Bahia. Esteve envolvida na Revolta dos Malês (1835) e na Sabinada (1837-1838). Mãe de Luis Gama. A revolta envolveu cerca de 600 homens, os rebeldes tinham planejado o levante para ocorrer nas primeiras horas da manhã do dia 25, mas foram denunciados. Sendo surpreendidos pela força policial, o grupo foi obrigado a se lançar em combate, e sem o elemento surpresa, o movimento foi derrotado. Ela e outras lideranças conseguiram escapar da perseguição, fugiu para o Rio de Janeiro deixando Luiz Gama (1830-1882), com apenas 5 anos, aos cuidados de seu pai. O menino com dez anos de idade foi vendido ilegalmente como escravo pelo pai jogador para quitar uma dívida de jogo. Seu filho tornou-se poeta e um dos maiores abolicionistas do Brasil. Sobre sua mãe, Luiz disse em notas:
“Sou filho natural de negra africana, livre, da nação nagô, de nome Luísa Mahin, pagã, que sempre recusou o batismo e a doutrina cristã. Minha mãe era baixa, magra, bonita, a cor de um preto retinto sem lustro, os dentes eram alvíssimos, como a neve. Altiva, generosa, sofrida e vingativa. Era quitandeira e laboriosa.“

3.       Benedita da Silva


Primeira senadora negra do Brasil, nasceu em 1942 na cidade do Rio de janeiro. É formada como auxiliar de enfermagem, e tem diploma universitário no curso de Serviço Social. Criou o projeto de lei que concede ás mulheres licença maternidade de 120 dias. Ela é feminista e ativista do movimento negro.

4.       Mae Jemison

Mae Carol Jemison (Decatur, Alabama 17 de outubro de 1956) é uma médica e ex-astronauta norte-americana. Participou da missão STS-47 como especialista de missão a bordo do ônibus espacial Endeavour. Em 1992 se tornou a primeira astronauta de origem africana a ir ao espaço.
     
  5.       Bessie Coleman

Sabemos de Santos Dumont mas os livros não citam que em 1922 surgiu uma mulher, negra,  chamada Bessie Coleman, ela fez a história se tornando a primeira mulher a conseguir uma licença internacional de aviação pela Federação Aeronáutica Internacional companhias aéreas. Mas, voltando lá no ano de 1922, imaginemos como era ainda mais raro.

Espero que vocês tenham gostado: #desafiofotografico #5on5 #desafiodaspoderosas

Bora para o link das meninas:
Dayane: Intercachos
Catharina: Dicas de Catharina
Gi Fabre: Blog Gi Fabre
Dianny Silva: Blog Dianny Silva

  • Share:

You Might Also Like

7 comentários

  1. Nossa eu não conhecia de verdade essas mulheres, isso me deixa feliz demais, fora que a lei dos 120 dias é maravilhosa e não sabia que foi uma mulher quem criou o projeto de lei

    ResponderExcluir
  2. Uau, que lindas. Não conhecia essa belas mulheres, mas fiquei feliz em poder conhecer através de vc. Esse projeto está incrível, estou descobrindo coisas que deveria saber. Arrasou e obrigada por trazer essas lindas histórias. Bjs

    ResponderExcluir
  3. Uau, que incrível, eu não conhecia nenhuma dessas mulheres que apesar de terem feito à diferenca, nunca vi serem citadas em algum libro de história, sei la. Mulheres negras lutando sempre. Muito obrigada por esse post, vou compatilha-lo com amigos que como eu vão amar. ❤️

    ResponderExcluir
  4. Mto bom conhecer mais sobre essas guerreiras que faz parte da nossa história origem.
    Deu até pra viajar no tempo pq amo esse tipo de conteúdo

    ResponderExcluir
  5. Realmente, nunca ouvi falar de nenhuma delas!! Como na primeira, nos livros de história falam muito de Zumbi dos Palmares (eu mesma já aprendi) e nunca vi citando a mulher dele. Todas são lindas e muito importantes, deveriam ser sim citadas. Todo mundo precisa ler esse post, achei muito interessante.

    ResponderExcluir
  6. Isso que eu chamo de um post fod*, eu realmente nunca tinha ouvido falar dessas mulheres, o que me assusta, afinal elas desempenharam papéis de grande importância, traga mais posts como este, o mundo precisa.

    ResponderExcluir
  7. Quantas mulheres negras poderosas! Nossas crianças precisam conhece-las e se inspirar também

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário com dicas e sugestões, não esqueça de seguir
Venha fazer parte deste #TimedeRealezas que só cresce.

Compartilhar